Notícias

03/09/2018 11:48

SINDIPEMA REALIZA ATO DURANTE DESFILE CÍVICO

Pelas ruas de Ará, tem gente que é da terra, tem gente que é do mangue, tem gente que faz e tem gente que diz e não faz.

 

Reconstruir a qualidade de vida de Aracaju deveria ser prioridade, mas algo muito diferente do que foi prometido à sociedade está acontecendo. Um exemplo é o descaso com que a Prefeitura de Aracaju e a Secretaria Municipal de Educação tratam os profissionais do ensino e os filhos dos trabalhadores aracajuanos.

Neste domingo (02/09), os professores do Município de Aracaju saíram às ruas durante o desfile cívico para protestar contra o descaso que a educação municipal vem sendo tratada pela atual gestão. A desvalorização do serviço público afeta a qualidade de vida da população.

Se por um lado o desfile, organizado pela Prefeitura Municipal de Aracaju – PMA, exaltava as belezas e história aracajuana com faixas afirmando que “ARACAJU SOMOS TODOS NÓS” e “CIDADE QUE CRESCE”, os professores indagavam em seus panfletos “Quem se importa com a educação?”.

O SINDIPEMA denuncia: prédios esvaziados para serem reformados e ampliados, mas estão abandonados; frequentes suspensões de aulas por medo da violência, já que não há segurança nas unidades de ensino; creches sem condições de funcionamento, falta funcionários para atendimento aos filhos dos trabalhadores; falta de professores e funcionários para atender as demandas das unidades de ensino; dois anos sem reajuste salarial (PISO NACIONAL), que é um direito garantido por lei federal.

O ato foi bem recebido pela população e, por onde passava ganhava apoio. O SINDIPEMA reitera que a luta para fazer valer seus direitos não vai parar.