Notícias

26/01/2022 16:01

Sindipema e Sacema protestam em frente à Prefeitura contra veto à atualização do piso e pedem abertura do diálogo com Chefe do executivo

Na manhã de hoje (26), professoras e professores, filiados ao Sindipema, e agentes de saúde e endemias, filiados ao Sacema, ocuparam a frente da Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA), para protestar contra o veto do prefeito Edvaldo Nogueira aos artigos 11 e 13 da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2022 que garantem a atualização salarial das duas categorias.  

Em intensa mobilização, o magistério municipal de Aracaju tem dialogado com os vereadores e vereadoras, solicitando que os parlamentares municipais derrubem, por unanimidade, o veto de Edvaldo Nogueira.

Durante o ato, o Sindipema convidou a professora aposentada Eunice Souza para realizar a leitura da carta aberta destinada a Edvaldo Nogueira, onde afirma que o “salário da categoria vem sofrendo um achatamento brutal, acarretando o empobrecimento da categoria, bem como paralisação no desenvolvimento da carreira do Magistério de Aracaju”. Em outro trecho, o sindicato pede a abertura de um diálogo democrático, transparente e justo, bem como “os dados financeiros da educação municipal e os estudos de impacto sejam disponibilizados para o nosso sindicato e que, a partir destes, seja fundada toda a negociação voltada à atualização do nosso piso na carreira”. 

Ao término da leitura, representantes do Sindipema e Sacema e a professora Eunice, acompanhados da Vereadora, Prof.ª Ângela Melo, adentraram à prefeitura para entregar em mãos a carta ao prefeito. Em mais uma demonstração de desrespeito com as categorias, Edvaldo não os recebeu, mas sim o Secretário de Governo, Evandro Galdino. Em conversa com a comissão, Galdino afirmou que o prefeito abrirá um canal de negociação durante o mês de fevereiro.

Professoras, professores e agentes de saúde continuam mobilizados para que o veto seja derrubado e seus direitos sejam garantidos.

O veto

A Câmara Municipal de Aracaju aprovou na votação da LOA, na tarde de 23 de dezembro de 2021, por unanimidade, as emendas apresentadas pela professora e vereadora Ângela Melo (PT) e pelo vereador Isac (PDT). As emendas, que deram origem aos artigos 11 e 13 da LOA, garantem, respectivamente, a atualização do Piso Salarial do Magistério e dos agentes de saúde no ano de 2022. Ao sancionar a LOA, o prefeito Edvaldo Nogueira vetou os artigos 11 e 13, e, consequentemente, vetou a atualização do Piso Salarial do Magistério Público municipal e dos/as agentes de saúde do município de Aracaju.

  • Ícone Facebook Facebook
  • Ícone Twitter Twitter
  • Ícone Linkedin Linkedin
  • Ícone Whatsapp Whatsapp
  • Ícone Email Email