Notícias

16/03/2018 11:37

NOTA DE SOLIDARIEDADE

Consternada e revoltada diante de tanta violência, a direção executiva do Sindicato dos Profissionais do Ensino do Município de Aracaju (SINDIPEMA) vem a público manifestar solidariedade à família, aos amigos e aos militantes do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) pelo assassinato da vereadora Marielle Francisco da Silva, ou simplesmente Marielle Franco, como era conhecida, e do motorista dela, Anderson Pedro Gomes, na noite da última quarta-feira, 14 de março, no Rio de Janeiro. Eles foram executados de forma covarde por quem pretendeu, através deste crime, calar aqueles que lutam por dias melhores para os que não nasceram em berço de ouro; calar os que lutam por igualdade social; por justiça social; por um Brasil melhor para o filho do trabalhador; para o negro, o pobre, para o que é morador de comunidade. Mulher negra e nascida no complexo da Maré, se fez ouvir e ser vista ao cursar Sociologia na PUC do Rio de Janeiro. Sua presença forte e marcante foi percebida em toda a cidade maravilhosa ao ponto de ter sido a 5ª vereadora mais votada do Rio nas eleições de 2016, com cerca de 46 mil votos. O assassinato de Marielle Franco não pode e não vai ficar impune, pois a voz dela, agora, mais do que nunca, deverá ser ecoada por todos nós que queremos e buscamos um país justo, humano e sem violência.

 

Cobraremos punição para os mandantes e executores desse bárbaro assassinato!

 

Companheiros de luta, não podemos deixar que o legado de Marielle morra com ela!

 

#MarielleFrancoPresente