Notícias

07/10/2019 14:27

Oficina “Gênero e sexualidade na escola” auxilia professores no combate ao preconceito

No fim de semana, o SINDIPEMA promoveu a oficina “Gênero e sexualidade na escola, como debater?”, ministrada pelo Prof. Me. Moises Santos de Menezes, mestre em psicologia social, doutorando em serviço social e autor do livro “Fora da caixa: a violência contra a diversidade e de gênero na Educação”.

Professores e universitários estiveram presentes, buscando meios de quebrar a barreira do preconceito no ambiente escolar. Além da oficina, o Prof. Me. Moises apresentou estudos de casos registrados pela Secretaria de Segurança Pública de Sergipe, realizou dinâmicas e debate sobre violência, homofobia e transfobia na educação sergipana.

“Meu objetivo, por meio do livro e oficinas é fomentar o respeito e a prevenção à violência. Por falta de debate, o preconceito só aumenta e faz vítimas. Este fato tem se apresentado cotidianamente nas diversas instituições escolares do Estado de Sergipe, provocando inúmeras consequências para esta população a exemplo da evasão escolar, abandono dos estudos, depressão, tentativas de suicídios e violências diversas”, afirma Moises.

Ele ainda afirma que “prevenir e combater este fenômeno é mais que uma questão de dever do Estado, da Sociedade Civil e das instituições em geral, é uma questão de Direitos Humanos, que precisa ser debatida com urgência. A escola deve ser um lugar de afeto, acolhimento e respeito.”

A escola deve contribuir para a formação de cidadãos mais éticos. Cabendo a ela não apenas o processo de ensinar a ler ou escrever, mas também auxiliar no desenvolvimento crítico do ser humano, contribuindo para eliminação de todas as formas de preconceito.

O SINDIPEMA repudia toda e qualquer forma de preconceito.