Notícias

22/11/2021 18:01

20 de novembro – Dia Nacional da Consciência Negra

O governo Bolsonaro vem trabalhando para retirar recursos da educação, recursos do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Aliado a isso, temos, nos municípios, uma má administração das verbas desse Fundo, especialmente em Aracaju. Destacamos ainda a Emenda do Teto de Gastos (EC 95), que impõe prejuízos unicamente às áreas sociais. Dessa forma, o dinheiro não chega para atender os (as) estudantes e garantir boas estruturas nas escolas, materiais pedagógicos de excelência, bem como professores bem remunerados, produzindo com mais qualidade.

Está claro para nós da direção do Sindipema (2021-2025) que as tentativas de retirada de recursos e a má administração do fundo ocorrem porque a educação pública, gratuita, laica e de qualidade não é prioridade em nenhuma das esferas de governo, já que a Educação Pública atende os segmentos da população mais excluídos economicamente, o (a) periférico (a) e que a grande maioria é composta por pardos e pretos, o Povo Preto. Sabemos que, historicamente, a essa parcela populacional tem sido destinada a exclusão e a morte (assassinato), com a privação de direitos, de liberdades, de bens, de protagonismo, submetendo-os (as) a condições que promovem todo tipo de violação da dignidade humana.

Graças a iniciativas individuais ou de pequenos grupos e a todo processo de resistência e luta do movimento negro, pretos e pretas têm mudado essa história e alcançado lugares de destaque, espaços de poder, nos quais em alguma medida podem intervir na realidade. Por isso, para o Presidente do Sindipema, Obanshe Severo, o 20 de novembro deve ser um dia também para criar um pacto político humanístico, desenvolver um plano, para alcançar um objetivo comum para o Povo Preto. “Nós temos que ocupar os espaços de poder, só assim poderemos mudar àquilo que nos destinam (a morte), privilegiando a vida (sobrevivência), a distribuição de renda, o acesso às condições dignas de estudo, trabalho, moradia, saúde, alimentação, cultura e lazer”.

  • Ícone Facebook Facebook
  • Ícone Twitter Twitter
  • Ícone Linkedin Linkedin
  • Ícone Whatsapp Whatsapp
  • Ícone Email Email